Notícias

Aplicativos ajudam a tornar manutenção viária mais eficiente

Por Portal Outra Cidade

Publicado em 1 de fevereiro de 2016
Controlar tamanho de fontes:


Aplicativo coleta dados sobre condições da via que ajuda os departamentos de trânsito a identificar quando os reparos são necessários (_chrisUK/Flickr)

O
que é? Em vez de ficar rodando a esmo em busca de problemas de pavimentação ou esperar até que alguém reclame, é possível identificar onde são necessários serviços de manutenção usando apenas o celular. A TotalPave reúne dados para que mesmo as cidades pequenas tenham a capacidade de fazer análises precisas para manter as ruas em bom estado.

Manutenção do asfalto não se resume a tapar buracos

Enquanto algumas cidades só podem pagar por análises visuais, outras usam caríssimos equipamentos com sensores e scanners para identificar problemas nas vias. A maioria delas só têm dinheiro para contratar esse serviço de tempos em tempos, e acabam pagando mais caro por isso. Identificar o momento certo para fazer um reparo pequeno pode prevenir que o asfalto se deteriore a ponto da sua recuperação demandar uma grande obra viária, pois a qualidade da pavimentação não decai de forma constante e sim acentuadamente em um curto período depois de certo prazo. Com mais informações disponíveis, fica mais fácil identificar onde investir o orçamento disponível para manutenção das ruas.

Um estudante de engenharia civil de Fredericton, capital da província canadense de New Brunswick, começou a pensar em 2012 em maneiras de fazer levantamentos confiáveis das características da pavimentação usando smartphones comuns. Coady Cameron estava no último ano de faculdade quando fundou a TotalPave, uma empresa que desenvolveu duas ferramentas que permitem coletar dados sobre a qualidade do asfalto para que as cidades possam gastar de maneira mais inteligente o orçamento disponível para manutenção viária. A ideia é oferecer condições para que mesmo os municípios com poucos recursos consigam manter um banco com informações atualizadas e precisas.

A TotalPave começou a desenvolver ferramentas para identificar as variações na superfície viária e recolher amostras de dados em 2013, com o dinheiro de um prêmio conquistado em uma competição de inovação. O irmão de Coady e co-fundador da empresa, Drew, estima que essas informações podem ser reunidas a um custo de 15 a 20 vezes menor que aqueles cobrados pelos prestadores desse serviço na cidade de 56 mil habitantes. Eles defendem que as amostras de dados coletadas pelo aplicativo são bem próximas daquelas recolhidas numa mesma via pela van equipada que executava essa mesma função no município.

Um dos aplicativos que foram desenvolvidos para coletar informações sobre a qualidade da cobertura asfáltica é o TotalPave IRI (abreviação da sigla em inglês para índice internacional de ondulações em superfícies). O registro desses dados requer apenas um celular em um veículo apto para percorrer as vias e pode ser feita por qualquer pessoa que seja capaz de dar início ao processo pressionando um único botão. Uma vez acionada, a ferramenta são cruza as aferições do acelerômetro sobre oscilações mínimas do celular com a localização do telefone. É possível ainda incluir na análise dados sobre as condições anteriores do pavimento. O resultado da avaliação feita pela ferramenta atribui um único valor à qualidade da infraestrutura.

Outro produto, o Total Pave PCI (índice de condição de pavimentação), identifica falhas nas vias. A ferramenta reconhece os impacto sofrido pelo coletor de dados e retorna um valor correspondente à qualidade do asfalto. A função das não é apenas identificar buracos, mas detectar pequenas variações na pavimentação coletando amostras mais de 30 vezes por segundo.

Essa é a principal diferença entre a TotalPave e outros aplicativos que reconhecem problemas nas vias usando o impacto detectado pelo celular. Voltadas para o público que percorre as ruas em seus automóveis e até em bicicletas, essas ferramentas ajudam a chamar a atenção do poder público para que os reparos necessários sejam feitos com mais agilidade. A tecnologia desenvolvida pelo canadense foi pensada para tornar mais barata a avaliação de infraestrutura necessária para que as administrações municipais, principalmente das pequenas cidades, tenham condições de fazer a manutenção viária de maneira mais assertiva.

 

Patrocinados

Comente no Facebook

Comente no IE
0 Coment�rios

obrigatório

obrigatório

Clique na imagem para alterar


Conheça a estrutura do Instituto e o que ele pode oferecer para você